Hospital São Peregrino Lazziozi
home
Telefone
(54) 3441-3700
Banner

Centro Cirúrgico

Bloco Cirúrgico

O Bloco Cirúrgico (BC) do HCSPL possui estrutura moderna e segura, com equipamentos de alta tecnologia e profissionais de saúde qualificados para oferecer os cuidados necessários aos pacientes. Em 2011 ocorreu uma reforma em sua infraestrutura, com o objetivo de ampliá-lo e readequá-lo para promover maior segurança, conforto e confiabilidade nos serviços prestados aos pacientes.
Hoje conta com:
→ 3 salas de cirurgias
→ 1 sala de parto
→ 7 leitos de recuperação anestésica

O HCSPL realiza cerca de 250 procedimentos cirúrgicos por mês, atendendo baixa, média e alta complexidade em mais de 10 especialidades.

Equipe

A equipe de profissionais que atua no Bloco Cirúrgico do HCSPL é composta por enfermeira e técnicos de enfermagem, que estão em constante atualização profissional, de forma a assegurar a qualidade do atendimento aos pacientes, bem como alicerçar o seu inter-relacionamento com os demais serviços da Instituição.

Como apoio logístico, conta com o CME - Centro de Material e Esterilização, onde todo instrumental utilizado em cirurgias e procedimentos é processado de acordo com normas específicas da Vigilância Sanitária e rotinas da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar, garantindo o controle de infecção.
Conta também com a secretaria do Bloco Cirúrgico, responsável pelos agendamentos, controles de autorizações e comunicação entre paciente, cirurgião e equipe.

Orientações ao Paciente

Para garantir a realização e a segurança e um procedimento cirúrgico, o paciente e seus familiares precisam atender algumas recomendações antes, durante e após a cirurgia.
Saiba como colaborar para garantir e ampliar a qualidade e segurança dos serviços cirúrgicos.

Antes da Cirurgia:

Termo de Consentimento Livre e Esclarecido

Durante a consulta de pré-operatório, o cirurgião irá explicar sobre o procedimento a ser realizado, tipo de anestesia e riscos inerentes à cirurgia.

Autorização para a Cirurgia:

Antes da realização da cirurgia (quando esta não for de urgência/ emergência) o paciente deverá providenciar as autorizações de realização do procedimento, que só será agendado, após apresentação da mesma.
Cada Convênio possui particularidades para autorização do procedimento (consulte o seu plano).

→Unimed:

• A guia de autorização do procedimento deve ser autorizada junto ao escritório do Convênio pelo próprio paciente.
• Quando a guia de autorização estiver liberada pelo Convênio, o paciente deverá retornar ao consultório do seu médico para informá-lo;
• O médico entrerá em contato com a secretária do Bloco Cirúrgico para agendar o procedimento e informará o paciente a data de realização.
• A guia autorizada deverá ser entregue no HCSPL aos cuidados da secretária do Bloco Cirúrrgico antes do procedimento.

Quando a cirurgia exigir Órteses, Próteses e Materiais Especiais (OPME):

• Paciente deverá entregar na recepção do HCSPL, aos cuidados da secretária do Bloco Cirúrgico a guia de OPME, que irá solicitar o orçamento e encaminhará ao escritório do convênio.
• A guia de autorização do procedimento deve ser autorizada junto ao escritório do Convênio pelo próprio paciente.
• Quando o Convênio liberar a OPME para a realização do procedimento, a Secretária do Centro Cirurgico fará contato com o médico informando que o procedimento pode ser realizado;
• O médico informará o paciente sobre a data de realização da cirurgia.

Tacchimed:

• A guia de autorização do procedimento deve ser autorizada junto ao escritório do Convênio pelo próprio paciente, que após autorizada, deverá ser entregue uma cópia na recepção do HCSPL aos cuidados da Secretária do Blocoo Criúrgico;
• Quando o Convênio liberar a realização do procedimento, a Secretária do Centro Cirúrgico fará contato com o médico informando que o procedimento pode ser realizado;
• O médico informará o paciente sobre a data de realização da cirurgia.

Agendamento Cirúrgico

A estrutura do Bloco Cirúrgico do HCSPL está disponível para todos os cirurgiões do corpo clinico mediante agendamento prévio junto a secretaria do setor.
A secretária do setor, é responsável pelo agendamento das cirurgias, fazendo o elo entre cirurgião, anestesista, equipe de enfermagem, disponibilidade de salas e equipamentos. O horário será agendado conforme prioridades e necessidades específicas para cada paciente.

Contato

Maiores informações podem ser obtidas através do e-mail secretaria.centrocirurgico@hcspl.com.br ou pelo telefone 54 3441 3757, em horário comercial, com a secretária do setor.

Etapas

O procedimento cirúrgico ocorre em três etapas:

1. Indução Anestésica - a primeira etapa do procedimento, consiste na administração de anestésico pelo médico anestesiologista que, acompanhado pela equipe de enfermagem, irá monitorar o paciente através do controle do traçado cardíaco, frequência cardíaca, pressão arterial, oxigenação sanguínea e nível de anestesia;

2. Período Intraoperatório - a segunda etapa, consiste na cirurgia propriamente dita, deste o ato em que o cirurgião inicia a incisão até seu fechamento. Após o procedimento, o paciente é encaminhado para o leito de recuperação anestésica.

3. Recuperação Anestésica - na terceira e última etapa do procedimento cirúrgico, o paciente ficará em monitoração e observação constante da equipe de enfermagem e do médico anestesiologista, até a plena recuperação da consciência e da estabilidade clinica, quando, será encaminhado para o leito de internação. O período de recuperação dependerá de cada paciente e da complexidade da cirurgia.

Antes e após o procedimento cirúrgico, garantindo a segurança do paciente, toda equipe de atendimento participará do Check List de Cirurgia Segura, conforme preconizado pela OMS. Conheça o Check List.

Perguntas Frequentes

1- É preciso fazer jejum?

Sim. O período de jejum absoluto (sem ingestão de líquidos, balas e/ou gomas de mascar) é de 12 horas.

2- É preciso trazer exames recentes?

Sim. Todos os exames realizados no pré operatório devem ser trazidos no dia da cirurgia.

3- Devo chegar ao hospital quanto tempo antes da cirurgia?

Se não for solicitada internação prévia para realização de algum procedimento, deve-se estar no Hospital com no minimo 1 hora de antecedência ao procedimento.

4- Quem é responsável pela autorização do convênio para a realização da cirurgia?

O paciente é responsável pela autorização da cirurgia junto ao convênio, sendo também de sua responsabilidade, entregá-la previamente no Hospital.

5- O que é OPME?

OPME é a sigla de Órteses, Próteses e Materiais Especiais que poderão ser solicitadas no procedimento cirúrgico.

6- O que é infecção cirúrgica?

A infecção cirúrgica é uma infecção que ocorre no local da cirurgia, causada por microrganismos.

7- É possível prevenir a infecção cirúrgica?

Sim, na maioria dos casos a infecção cirúrgica pode ser prevenida, seguindo as condutas e orientações da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH.

8- Como o Hospital trabalha para prevenir a infecção cirúrgica?

O Hospital possui uma Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH, que é responsável pela elaboração das normas, protocolos e condutas de prevenção.

Cuidados Pré e Pós Cirúrgicos

Paciente:

- Infecções pévias - comunique ao cirurgião, antes da cirurgia, se estiver com alguma infeccção ou alteração no sistema imunológico;

- Cigarro - é indicado que no mês que antecede o procedimento cirúrgico, o paciente deixe de fumar, pois, o fumo pode prejudicar a cicatrização e a funçãor respiratória;

- Depilação - não depile o local a ser operado antes da cirurgia. A retirada dos pelos (se necessária) será realizada no hospital pela equipe de enfermagem;

- Higiene - tome banho completo na noite anterior e novamente no dia da cirurgia, o mais próximo possivel do horário da cirurgia. Use toalhas e roupas limpas;

- Hidratantes e Perfumes - não utilize nenhum tipo de creme, pomada ou perfume antes de vir para seu procedimento;

- Uso de Medicação - informar ao médico e a equipe de enfermagem o uso de qualquer medicação;

- Curativo - mantenha o curativo da ferida cirúrgica limpo e seco, seguindo sempre a recomendação do médico;

- Sintomas de Infecção - comunique o médico ou a equipe de enfermagem caso apresente qualquer sinal de infeccção como febre, dor excessiva no local operado, vermelhidão, secreção e calor no local da incisão;

- Abertura de Pontos - informe imediatamente o médico ou a equipe de enfermagem;

- Local do procedimento - não toque no local do procedimento mesmo com o curativo, nem em drenos e cateteres que possam ter sido colocados no local;

- Utilização de Antibióticos - será realizada quando necessário e apenas com orientação médica;

- Higiene das Mãos - lave as mãos sempre que necessário e, principalmente antes e após as refeições e após idas ao banheiro;

- Conforme o seu tipo de cirurgia, a enfermeira da Comissão de Controle de Infecção hospitalar (CCIH) poderá fazer contato via telefone, após cerca de 30 dias de seu procedimento, para avaliação do período pós-operatório, investigando sinais e sintomas que possam evidenciar infecção hospitalar.

Serviço de Controle de Infecção Hospitalar

A Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) é um órgão deliberativo e de assessoria, e tem por finalidade o controle e prevenção das infecções hospitalares através da elaboração de Programa de Controle de Infecções Hospitalares (PCIH), aqui entendido como um conjunto de ações desenvolvidas deliberada e sistematicamente com vista à redução máxima possível da incidência e da gravidade das infecções hospitalares.





A CCIH é composta por profissionais de várias áreas, tais sejam:
médica;
farmacêutica;
enfermagem;
laboratório de análises clínicas;
serviço de nutrição;
serviço de lavanderia e higienização;
SESMT;
direção.

ORIENTAÇÕES DA COMISSÃO DE CONTROLE DE INFECÇÃO AOS FAMILIARES E AMIGOS DAS PESSOAS INTERNADAS

Entendemos sua visita como fundamental à recuperação de nosso cliente, tendo em vista ser você, membro de um núcleo considerado primário para todo ser humano, a FAMÍLIA. Portanto, venha visitá-lo trazendo o calor de seu carinho, evitando, contudo, informá-lo de situações que possam ser prejudiciais ao seu emocional e também à sua convalescença.

Pensando assim, queremos lhes passar informações importantes, direcionadas à sua orientação nos momentos de visita ao seu familiar / amigo.
Ao vir visitá-lo lembre-se de:

1. Não trazer alimentos. O serviço de nutrição é o único responsável pela dieta do cliente internado.
2. Não traga flores, pois as mesmas podem conter fungos, bactérias e pólen. Não é permitida a entrada das mesmas no HCSPL.
3. Lave as mãos ao chegar ao Hospital, não traga para o seu familiar sujeiras da rua.
4. Não sente na cama do paciente, sua roupa de rua pode carregar microorganismos que podem gerar infecções.
5. Não é proibido afagar seu ente querido, mas não toque em seus curativos e equipamentos relacionados ao seu tratamento.
6. Em caso de dúvidas acerca do soro, curativo e outras situações, procure a
enfermagem ou médico para esclarecê-la.
7. Durante a visita ao seu familiar, não manipule outros doentes. As infecções passam,
também, através de nossas mãos não lavadas.
8. Quando estiver doente, evite visitar o seu familiar.
9. Lave sempre as suas mãos, antes e após cuidar de seu familiar.
10. Se você veio apenas visitar, antes de sair do Hospital não esqueça de lavar as suas
mãos. Não leve para casa germes do ambiente hospitalar.
11. Não saia com dúvidas, procure nossos profissionais e, saiba que todas as medidas
terapêuticas empregadas em seu familiar são unicamente em benefício dele.

Dicas para Familiares

- Encaminhamento do paciente - o paciente será encaminhado ao Bloco Cirúrgico pela equipe de enfermagem. O familiar poderá acompanhá-lo até a entrada do Bloco e após, aguardar na sala de espera ou no quarto do paciente;

- Contatos - deixe sempre um telefone de contato com a equipe de enfermagem ou secretária do Bloco Cirúrgico, caso a equipe necessite fazer contato;

- Informações do Paciente - serão repassadas aos familiares as informações do estado do paciente ao término do procedimento pelo médico, pela equipe de enfermagem ou pela secretária do Bloco Cirúrgico;

- Recuperação Anestésica - crianças até 12 anos e pacientes especiais, poderão ser acompanhados por um familiar, na indução anestésica e após o procedimento, na sala de recuperação, conforme orientação médica ou da equipe de enfermagem;

- Encaminhamento pós cirúrgico - após período de recuperação anestésica, o paciente será encaminhado ao leito de internação na presença do acompanhante que estiver presente ou encaminhado para retorno ao domicílio, nos casos de cirurgias ambulatoriais (aquelas que não necessitam iinternação);

- Higiene das Mãos - lave as mãos na entrada e saída do quarto do paciente, bem como após refeiçõe e idas ao banheiro;

- Curativo - não toque no curativo, drenos e cateteres do paciente;

- Leito - não sente ou deite no leito do paciente;

- Alimentos - não traga alimentos para o paciente, ele deverá seguir a alimentação recomendada pelo médico/nutricionista.

- Flores: não é permitida a entrada das mesmas, devido à possibilidade de trazerem consigo microorganismos e pólen.

Pin
Rua Saul Irineu Farina, 160
Veranópolis - RS - Brasil
Telefone
(54) 3441-3700